CRIAÇÃO DE UMA MARCA

Do salão de baile para o mundo

Fundada em 1960 em um pequeno salão de baile convertido, com o apoio dos vizinhos de Anleo (Astúrias, Espanha), começa nossa atividade como produtores de queijo de ori-gem francesa, com a marca comercial Reny Picot.

Nesta época o setor de lacticínios espanhol estava em uma etapa inicial de desenvolvimento, momento este que aproveitamos para criar uma fábrica especializada na elaboração de queijos de pasta mole tipo Camembert. No primeiro dia de fabricação, foram utilizados 124 litros de leite, com os quais conseguiram-se aproximadamente 15 kg de queijo Camembert.

Apenas um ano depois de começar nossa atividade, decidimos elaborar outras variedades de queijos com maior facilidade de conservação que, além de tudo, nos permitiram melhorar os custos indiretos acumulando um excedente de gordura láctea. Começamos, então, a produção de manteiga.

Entre os anos de 1975 e 1985, consolidamo-nos como os primeiros fabricantes de leite em pó e manteiga da Espanha e como especialistas em leites infantis e maternizados, dando origem à uma relevante colaboração com importantes laboratórios com os quais trabalhamos na melhora do tratamento do soro.

Nesta mesma época entramos também, de maneira discreta, no campo do leite UHT.

Nos anos 90 demos um salto no setor queijeiro graças à aquisição das Industrias Lácteas Montelarreina, especializada na fabricação de queijos tradicionais espanhóis. Também efetuamos a compra de uma pequena fábrica na Dordonha francesadedicada à elaboração de queijos de cabra. Ao mesmo tempo, aumentamos a nossa presença no leite líquido ao comprar a fábrica asturiana La Polesa.

A partir de 2003, sempre graças às últimas inovações tecnológicas, desenvolvemos em Anleo um processo pelo qual conseguimos separar e tratar os ácidos gordos do leite, ob-tendo assim, diferentes tipos de manteiga fracionada.

Hoje as Industrias Lácteas Asturianas S.A., conhecida no setor como ILAS, é uma das principais empresas multinacionais do setor de laticínios, cuja atividade se estende a qualquer tipo de produto derivado do leite. Além de abastecer o mercado nacional, exportamos praticamente para o mundo todo e contamos com fábricas em 5 países diferentes.

MARCOS RELEVANTES

PRIMEIROS PASSOS

  • 1960 Criação da Reny Picot S.L., hoje Indústrias Lácteas Asturianas S.A.
  • 1969 Se realiza a primeira ampliação da fábrica.
  • 1970 ILAS começa como produtor de manteiga.
  • 1973 Criação da Polesa.
  • 1974 Segunda ampliação da fábrica de Anleo, adicionando uma segunda planta de secador de soro e leite.
  • 1975-1985 Consolidação como primeiros fabricantes de manteiga e leite em pó.
    Colaboração com importantes laboratórios para o tratamento do soro.
    Especialização em leites infantis e maternizados.
    Entrada na produção de leite UHT.

EVOLUÇÃO

  • 1982 Constituição da filial no México.
  • 1983 Acordo com a Parmalat.
  • 1988 Aquisição da Old Europe Cheese Inc USA.
  • 1990 Aquisição da La Chèvrefeuille S.A. Francia.
  • 1991 Aquisição das de Industrias Lácteas Montelarreina, España.
  • 1994 Constituição da Beijing Evergreen Dairy Products Corp, Ltd.
  • 1995 Criação da Congeneración de Navia S.A.
  • 1996 Fim do acordo com a Parmalat.

CONSOLIDAÇÃO

  • 1997 Criação da filial comercial em Portugal, ILAS Portugal.
  • 2000 Aquisição de 100% da Polesa.
  • 2007 Compra da Cooperativa lechera Ciechanow.
    Ampliação da fábrica mexicana.
    Ampliação da filial Old Europe Cheese. Montagem de uma instalação de evaporação e secador de soro. Modernização das instalações de pastas prensadas para dobrar a capacidade de produção.
  • 2009 Reestruturação da fábrica La Polesa para a fabricação de leite em garrafas esterilizadas.

VOCAÇÃO INTERNACIONAL

A consequência natural do nosso desenvolvimento de negócio unida à nossa experiência na produção de laticínios, fazem com que vejamos mais além das nossas fronteiras, não só para exportar nossos produtos, mas também para nos posicionarmos nos segmentos pouco desenvolvidos em outros países, onde ILAS tinha e tem muito o que oferecer.

Assim, o México se converte na primeira experiência da empresa, com a abertura de In-dustrias Lacteas Chihuahuenses. Uma das razões fundamentais para essa escolha foi a linguagem comum e a afinidade cultural de ambos países. Outra razão poderosa foi a oportunidade de absorver o soro restante das inumeráveis queijarias que existiam no es-tado de Chihuahua, abrindo um nicho para a companhia que ninguém tinha conseguido aproveitar até então. Hoje em dia a planta mexicana é a única produtora de soro desmine-ralizado do país, exportando para a Europa e para a Ásia, além de fabricar leite em pó.

Após o êxito da aventura mexicana, a companhia decide cruzar a fronteira dos Estados Unidos com a compra da fábrica Old Europe Cheese, em 1988, situada em Michigan e destinada completamente à elaboração de queijos de estilo europeu (Brie, Camembert, Edam bola, Gouda, Fontina). Junto com a fábrica de Zamora (Señorío de Montelarreina y Señorío de Castilla), ganharam mais de 100 prêmios internacionais pelos seus queijos. A decisão deste movimento foi baseada, novamente, no fato de que este nicho de queijos de origem européia não estava coberto no país, sendo, em sua maioria, importados.

Em 1990 surge uma nova oportunidade: uma pequena fábrica de queijos francesa, Le Chévrefeuille, adquirida por ILAS. Desta maneira, entramos no mercado europeu medi-ante a elaboração de queijos de cabra de origem francesa.

É em 1995 que começamos uma nova aventura com a entrada no continente asiático através do mercado chinês. Um mercado baseado no leite em pó e nos leites materniza-dos, onde ILAS tem seu maior desenvolvimento.

A entrada nos países do Leste se realiza através da aquisição, em 2007, da Cooperativa Lechera de Ciechanów na Polônia, para a qual se transfere parte das instalações da An-leo para a fabricação de queijos de primeira transformação. Desta forma, ILAS importa da filial da Polônia queijos naturais que abastecem a fábrica de Anleo, onde se transformam em queijos fundidos e ralados. Em paralelo, a fábrica polonesa conta com uma linha para a fabricação de soro desmineralizado em pó.

mapa_home

Valores e filosofía

O valor que nos move

NNo nosso grupo a experiência nos demonstrou que diversificar levando o que sabemos fazer a diferentes países, foi o que nos permitiu converter-nos na companhia que ILAS é hoje em dia.

Esta foi sempre a nossa convicção e a razão que nos move a levar a nossa marca insíg-nia Reny Picot, a quantos países pudermos, com a intenção de consolidar uma empresa que acredita no aproveitamento eficiente da matéria prima através das tecnologias mais avançadas em cada momento, para oferecer aos nossos clientes, em seus vários seg-mentos, a maior gama de laticínios, da melhor qualidade.

vacasola
evolucion

HISTÓRIA DE UM NOME

Reny Picot, nome francês de origem espanhola.

No momento anterior à constituição da empresa, na década de 60, os queijos franceses eram reconhecidos no mundo inteiro pela sua alta qualidade. Portanto, decidimos esco-lher uma marca comercial com certa conotação francesa: René Picot.

No entanto, o agente de propriedade industrial que ia proceder com o registro, nos propôs a alternativa de mudar à Reny Picot já que, não sendo um nome próprio, era de fácil regis-tro sem nenhum outro requisito além da consulta prévia ao Registro Geral de Marcas (equivalente ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

Pouco tempo depois a empresa (já com sede no Escorial) se chamaria Industrias Lácteas Asturianas S.A., fazendo com que Reny Picot virasse a marca comercial pela qual os nossos produtos são conhecidos.